domingo, 17 de maio de 2015

Conhecendo Caraça em Minas Gerais -Brasil


Denominado Porta do Céu, esse é o lugar da paz, da tranquilidade. O clima frio e úmido colabora para respirar esse ar tão puro que encontramos nos passeios pelo parque. A 11 km do páteo principal fica a Pousada do Engenho, bela construção da antiga fazenda, hoje transformada em hotel. Acolhe para dormir e café da manhã. Almoço e jantar inclusos são ao do santuário.

Mais informações em: http://www.serradocaraca.tur.br/serra_do_caraca 







 Canarinhos voam e caminham entre as pessoas.  Sentem -se e estão seguros.

Por isso chamam de espelho d'água. O reflexo fica lindo quando a água é limpa:

Ainda é reflexo. e lembrou-me o poema de Vicente de Carvalho: A Flor e a Fonte que eu declamava quando criança: 


"Deixa-me, fonte! "Dizia
A flor, tonta de terror.
E a fonte, sonora e fria
Cantava, levando a flor.

"Deixa-me fonte, deixa-me, fonte!"
Dizia a flor a chorar:
"Eu fui nascida no monte...
Não me leves para o mar."
(Conheça o poema completo clicando nos links)
Vicente de Carvalho, in Rosa, rosa de amor (1902)



                             






 As gotas do orvalho ficaram presas na teia da aranha.




 A foto panorâmica mostra  o contraste que as nuvens provocam na paisagem



























Flores típicas de nossas matas colorem o parque do Caraça.






Sobre o museu e a história do Caraça, inclusive a história do incêndio, há um vídeo do Terra de Minas no youtube, muito bom.